Será que eu preciso de coaching?

Home / Blog / Será que eu preciso de coaching?
Será que eu preciso de coaching?

Olá, queridos.

Que tal descobrirmos juntos se você está precisando de coaching? O processo é simples: eu tenho umas perguntas e se você responder "sim" para alguma delas, muito provavelmente o coaching será um bom caminho. Vamos lá?

  1. Você já sentiu uma forte insatisfação em um ou mais aspectos da sua vida?
  2. Já pensou que alguma coisa precisa mudar? Seja uma mudança de vida, de emprego, um aumento em sua performance profissional, uma mudança física, uma mudança de atitude?
  3. Você percebe que as coisas não estão saindo como você quer, tanto na sua vida pessoal quanto em aspectos profissionais e não consegue achar o ponto de partida?

Responder "sim" a uma (ou todas) essas perguntas, pode significar que você precisa de ajuda profissional para sair de onde está e chegar aonde quer. Precisa de uma ajuda profissional para mudar o rumo dessa história. É aí que entra o profissional de coaching. A ajuda acontece assim: você aprende a traçar um plano para sair do ponto em que está e chegar ao ponto que você quer de forma eficaz, objetivo e com o mínimo desperdício de tempo. É neste processo que o coach atua no desenvolvimento das suas competências para que você alcance o resultado e desenvolva suas aptidões para solucionar problemas e encontrar soluções.

 

Três "sinais"  que a vida te manda e o coaching te ajuda a resolver

  1. Algum comportamento que você queira ou precise mudar como, por exemplo, delegar funções ou ser uma pessoa mais organizada e planejada.
  2. Sente uma forte necessidade de alcançar metas importantes e não sabe como começar ou não consegue manter o foco por muito tempo. Você procrastina muito mais do que realiza.
  3. Tem o desejo de passar por mudanças (independente se profissional ou pessoal)  mas não sabe exatamente como começar essa transformação. Por isso, sente-se frustrado e desmotivado.

Chegamos até aqui e você percebeu que sim, o processo de coaching te ajudaria muito. Mas, como começar?

 

ESCOLHA SEU COACH

Este passo é importantíssimo. O coach será seu orientador e parceiro nas tomadas de decisões e na hora de traçar as metas e objetivos. Forma-se uma parceira onde o foco é o seu sucesso. Por este motivo, não pode ser qualquer pessoa. Além da empatia, afeição e comprometimento, alguns pontos devem ser levados em consideração nesta escolha, tais como:

. O primeiro passo é escolher um coach certificado. Use sua primeira conversa (os profissionais geralmente não cobram por ela e dura 30 minutos) para entender sua metodologia de trabalho e não tenha vergonha de tirar todas as suas dúvidas. Os profissionais sérios tem um modelo de trabalho e são bem claros quanto ao processo de coaching. É muito importante que você se identifique com o profissional e com seu método. Quanto mais sintonia e afinidade, maior o sucesso. 

. Se você é do tipo que precisa de resultados para ficar motivado, procure um coach focado nisso e lembre-se que coaching (apesar do senso comum) não é exatamente um treinamento daqueles que te trazem conteúdo educacional. Um coach excelente vai te ajudar a buscar o seu resultado sem precisar induzir. Ele te auxilia, mas não faz por você! É muito importante lembrar que esse passo é seu e só você pode dar.

O trabalho do coach é  conduzir o processo de acordo com a maneira de pensar e agir do coachee (você/cliente) para que alcance os seus objetivos no ritmo que você definir. Em outras palavras, coach tem o percurso mas o dono do carro, a modo de conduzir e até onde vai chegar, depende exclusivamente da sua determinação e empenho.

É sempre bom lembrar que o processo de coaching não substitui tratamentos psicoterapêuticos ou psicológicos, bem como não tem nenhuma conotação clínica ou terapêutica. É um processo de desenvolvimento pessoal e profissional que pode ser feito em conjunto a estas práticas, mas nunca substituir nenhuma delas.

 

Até o próximo artigo!

Um beijo.